Grupo Keeper visita Escola Raiz

Grupo Keeper visita Escola Raiz

Escola Raiz Margarida Silveira Rodrigues
Margarida Silveira Rodrigues da
Escola Raiz

Grupo Keeper: Como funciona o processo de ensino-aprendizagem no Colégio Raiz?
Escola Raiz (Margarida Rodrigues): 
Cada criança é diferente e tem caminhos de construção de pensamento diferentes, portanto, essas diferenças facilitam para complementar o processo de construção de conhecimento.

Grupo Keeper: E como isso ocorre?
Escola Raiz (Margarida Rodrigues): Imagine que temos uma estação de arte com pauzinhos, bolinhas de pingue pongue e outros itens e  o professor diz, vocês vão criar um jogo. Então eles começam a planejar, depois vão criar o jogo e as regras para que consigam jogar. O professor vai intervindo e auxiliando, e diz que as regras precisam ser feitas de forma que outros entendam, o professor ajuda a perceber como se criam as regras em termos de lógica para que seja mais facilmente entendida pelos outros. Primeiro o material, depois o tipo de introdução, depois a forma como é feita o texto, depois vem outro grupo de crianças que troca com eles e vai experimentar o jogo, dessa forma eles poderão perceber se as instruções que eles criaram são suficientes e lógicas para o jogo que eles criaram.

Todo esse processo que eles criaram terá uma base ainda mais sistemática sobre o que é esse tipo de texto, porque é necessário e como ele pode ser útil, mas eles vão com outra motivação porque tiveram a oportunidade de experimentar e perceber o que funciona e o que não funciona, o que resulta e o que não resulta, portanto qualquer atividade que façamos tem essa parte de aprendizagem ativa em que as crianças percebem a necessidade do conceito e depois percebem a necessidade de ir mais longe.

Grupo Keeper: De que forma é usado o material didático?
Escola Raiz (Margarida Rodrigues): Em um ensino como o nosso, num país que temos que seguir um currículo que ainda é feito de uma forma muito excessiva, também temos o momento de consideração do conhecimento apreendido, usamos os manuais escolares, tal e qual como qualquer outra escola, não temos grandes exigências quanto ao tipo de manual escolar e as próprias crianças fazem suas próprias considerações no manual, os professores dão breves instruções em pequenos grupos ou no grupo todo para que eles possam ir mais além, mas este é um processo de construção constante, portanto eles estão interessados em saber mais para que o projeto deles também tenha melhores resultados e para que outros possam entender. Como vê é um processo em construção constante.

Para ler o artigo na integra ir aqui: Grupo Keeper